Sobre

mesa de trabalho.JPG
Entre Serras e Águas
memoria e poesia

A artista Maura de Andrade propõe realizar vários percursos pela cidade de Mairiporã, levando consigo material de desenho e equipamento fotográfico. 

Nestas caminhadas pretende-se investigar e questionar a forma como a cidade se redefine geograficamente, destacando a importância de como manter suas tradições e uma natureza exuberante, no presente e para as futuras gerações. 

Em seus registros gráficos deseja unir sua empatia com as histórias contadas e escritas pelas pessoas da região, com seu convívio com a natureza.

Finalizando o processo de pesquisa e trabalho, a artista oferecerá para as bibliotecas da cidade, uma publicação das gravuras impressa em seu ateliê.

Sobre a artista

Mestre em Poéticas Visuais pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP), onde também fez parte do Grupo de Estudos sobre a Gráfica – “Papirófagos”.

 

Atua com diversas técnicas na reprodução da imagem impressa exploradas pela gravura e fotografia. Sua produção e pesquisa artística atual destaca um interesse maior na representação da natureza, incluindo um conceito poético sobre a Memoria, a quem ela pertence e como se revela.

Exposições

Expõe suas gravuras em mostras coletivas, no Brasil e em países das Américas e Europa.

 

Participou de algumas bienais, entre elas a 29°Bienal Internacional de Artes de São Paulo, intitulada “Longe Daqui, Aqui Mesmo”, composta por publicações de livros de artistas, constituída por Marilá Dardot e Fabio Morais.

Em 2018 participou da 9th International Douro Printmaking Biennial.

Recebeu o prêmio aquisição na 5ª Bienal Nacional de Gravura de Santo André - Brasil.

 

Suas obras fazem parte de acervos públicos nacionais e internacionais.

sites
Contato